SETOR
CERâMICA UTILITáRIA E DECORATIVA

A fabricação de artigos cerâmicos de uso doméstico e ornamental, incluindo a olaria de barro, faiança, porcelana e grés fino, corresponde às subclasses 23411, 23412, 23413 e 23414 da CAE -  Rev.3.

Tendo como referência o ano de 2011, este subsector é composto por 211 empresas, das quais 177 se encontravam activas.

Estas empresas proporcionam emprego a 6.511 trabalhadores. O respectivo volume de negócios ascende a 214,4 milhões de euros e o valor acrescentado bruto gerado corresponde a 99,6 milhões de euros.

Trata-se de um subsector fortemente exportador que, em 2011, realizou vendas em 114 mercados internacionais, com um valor de exportações de 174,2 milhões de euros.

 

No contexto da União Europeia, e de acordo com os dados do Eurostat, em 2011 Portugal foi o maior produtor de cerâmica utilitária, com cerca de 103.000 toneladas produzidas e uma quota de 29,8% da produção total obtida.

Em termos do comércio mundial de cerâmica utilitária e decorativa, e tendo como referência o ano de 2011, as exportações portuguesas de louça de uso doméstico em faiança ou barro fino, grés e barro comum (NC 6912) representavam 9,3% do total das exportações mundiais, o que nos conferia o 2.º lugar no ranking mundial, só ultrapassados pela China.

No que diz respeito às estatuetas e outros objectos de ornamentação (NC 6913), Portugal foi o 6.º exportador mundial em 2011, com uma quota de 1,6%.

De referir ainda a louça de uso doméstico em porcelana (NC 6911), onde Portugal foi o 14.º exportador mundial com 1,3% da respectiva quota.